Bem Vindo(a)!

Sejamos jovens adeptos à cultura




sábado, 3 de abril de 2010

Há uns dias, estava eu, na lanchonete de um supermercado, calma, quieta, quando subitamente escutouma garotinha ao meu lado perguntar:
- Mamãe, qual é a diferença de manteiga para margarina?
Então penso - Ora, mas que pergunta idiota - Porém, logo em seguida, uma voz dentro de mim ecoa, é como se fosse o meu outro lado, a minha alma poética, a qual usei para criar este blog. Digo a mim mesma que a pergunta até tem lá o seu sentio, afinal, era apenas uma criança, que conhecimento ela possui além do de brincar de bonecas?
Então surpreendi-me ao perceber que esta pergunta, à princípio tola, me fizera cair numa onda de pensamentos, mais ao estilo reflexões. Quando crianças temos necessidade de descoberta, de aventura, vivemos perguntando tudo. Pra que serve isso? O que é aquilo? Logo em seguida, percebi que mesmo quano crescemos continuamos procurando algum sentido para certas coisas, para certos momentos de nossa vivência. Afinal, que graça teria a vida se não tivesse o dom de nos surpreender, que atração sentiríamos por viver uma vida na qual sabemos todas as respostas?
De fato, nossa vida é composta por uma série e questionamentos, dos quais muitos não têm respostas.
E é engraçado como sempre estamos procurando um porquê para tudo! Enquanto, na verdade, deveríamos estar preocupados em apenas viver e não pensar. Se deixássemos de remoer as mágoas, as tristezas, os defeitos, viveríamos melhor. Se buscássemos o melhor para nós e para os outros viveríamos melhos.
Podemos comparar a vida com um transatlântico, do qual somos passageiros então nos perguntamos : "Estarei fazendo uma viagem agradável?". Mas eu te asseguro que o mais decente a perguntar seria: "Estarei sendo um bom companheiro de viagem?". Realmente , os homens em geral são maus companheiros de viagem. Apesar da imensidão e das incertezas do mar, apesar do perigo das tempestades, do raio e da fragilidade do navio, eles ainda se obstinam em ser "inimigos" uns dos outros. O sensato seria que se unissem numa atitude de defesa e que se trocassem gentilezas a fim de que a viagem fosse mais agradável para todos.
Realmente, atravéz e um questionamento oriuno de uma pequenina criança, podemos perceber que a vida é cheia de perguntas e, talvez, para estas, respostas. Porém, devemos perder tempo nos dedicando apenas à essa questão superficial? Reflita!

Aproveite esta páscoa para renascer, que ao raiar de um novo sol, surja também uma nova pessoa, uma nova alma dentro de ti. Jesus morreu por nós, mas ressuscitou ao terceiro dia. Façamos o mesmo: deixemos que os defeitos, as mazelas morram entro de nós e ao invés delas nasçam coisas boas, para que gozemos por completo da vida, que é uma dádiva.

2 comentários:

Cívita Sousa disse...

Feliz Páscoa pra vc!

Tamyle Dias Ferraz disse...

Sou apaixonada por comerciais e em um deles vi uma frase muito certa: Não são as respostas que movem a vida, mas as perguntas!

Belo recado! Feliz Páscoa, Sam!

Visitante número: