Bem Vindo(a)!

Sejamos jovens adeptos à cultura




domingo, 11 de julho de 2010

Quisera eu

Quisera eu ter a alma dum poeta;
Sonhar como uma criança;
Voar como os pássaros;
Desabrochar como as flores;
Exalar o sublime perfume da natureza;
Embriagar-me de amor, pois sem ele nada sou e nada seria.
Quisera eu saber o caminho certo diante de uma leve bifurcação
E ser privada de sofrimentos que me batem à porta durante a madrugada.
Seria eu o orvalho das manhãs e o suave sereno da noite.
Que velar-te-ia o sono;
Como um pobre moribundo vagando, porém com uma direção.
Ah, o amor! quisera eu saber amar como as simples criaturas
E a voz dos Deuses, de um súbito revés traria harmonia para minh'alma.
De certo, quisera eu ter armas para mudar-te o mundo.
Teu interior é feito do mesmo tecido do qual se tecem as nuvens;
Quisera eu ser um anjo para guardar-te de qualquer perigo.
Deixe-me ao menos traçar meu caminho;
De modo que o mesmo se cruze com o teu.
Quisera eu fazer-te o mais feliz;
Saber controlar-me os defeitos
Amar-te e nada mais.

11 comentários:

Juss disse...

Emotiva e passional.

Que dera nós, um dia, atingirmos a utopia fora do sonho.

disse...

ah achei incrível, muito lindo mesmo! foi tu que fez? ;;

Samia Monteiro disse...

Sim, é de minha autoria!

Tete disse...

ô menininha inteligente, viu?! Muito lindo, querida.

Cívita Sousa disse...

uma poeta!

Tamyle Dias Ferraz disse...

Pequena correção: é uma poetisa...
rsrs



Quisera eu?
por que só querer?
você é poetisa, então você pode....

bjocas

[belíssimo texto]

Bia Falcão disse...

Irado! Permaneça escrevendo, vai amadurecer muito tua escrita =D

Por que você faz poema? disse...

Não sei quem é o dono da minha alma.

Lara Monteiro disse...

Muito bom mesmo!
Sigo idem!

Cací disse...

Nós podemos \o
retribuindo a visitinha, e irei voltar sempre, gostei...
sigo idem![2

L. M. disse...

Quisera eu querer tanto assim... Querer É poder, num sentido ou noutro...

Visitante número: